Assembleias patronal e dos empregados aprovam renovação da convenção coletiva de trabalho

de de

O acordo que beneficiará os empregados de empresas de assessoramento, perícias, informações e pesquisas entabulado pelas Comissões de Negociação do SESCON-RS e do SEMAPI foi parcialmente aprovado na Assembleia do SESCON-RS realizada nesta segunda feira (09/10). As condições estabelecidas para as empresas privadas foram aprovadas na íntegra e como a assembleia do SEMAPI também havia aprovado, o SESCON-RS orienta para que as vantagens sejam incorporadas na folha de pagamento de outubro. Conheça as cláusulas principais:

Reajuste salarial (retroativo a maio) – 3,99% sobre o salário resultante da CCT ora revista até a parcela de R$ 8.938,00.

Pisos salariais a partir de maio –

Salário misto ou comissionado – R$ 1.204,00;

Salário fixo – R$ 1.083,00;

Limpeza, Boy e Aprendiz – R$ 1.030,00

Empregados de empresas prestadoras de serviços que exerçam suas atividades na sede de empresa comercial varejista: consultar.

Prazo para pagamento das diferenças salariais – 10/11/2017

Vale alimentação e/ou refeição (retroativo a maio) –

Seis horas: Maio – R$ 16,32, Outubro – R$ 16,65;

Oito horas: Maio – R$ 17,36, Outubro – R$ 17,76.

Auxílio rancho – R$ 81,11 (uma vez ao ano)

Repetição das cláusulas sociais de 2016/2017

Contribuição Assistencial dos empregados – 1 (um) dia de salário do mês de outubro de 2017, recolhendo as respectivas importâncias à conta do SEMAPI, até o dia 10 (dez) de novembro de 2017.

Contribuição Assistencial patronal – impor­tância equivalente a 2/30 (dois trinta avos) do total da folha de pagamento de salário do mês de outubro de 2017, já reajustados pela presente convenção coletiva. O recolhimen­to deverá ser efetuado até o dia 10 de novembro de 2017.

Com relação aos empregados de entidades, associações e empresas com a participação do Estado, a assembleia patronal não concordou com a concessão de parte do resíduo da última negociação e deliberou pelo encaminhamento de nova proposta ao SEMAPI de recomposição com base na inflação dos últimos doze meses, no mesmo patamar do reajuste das empresas privadas.