Sábado no parque para relaxar com o Imposto de Renda

de de
Declare Certo-82

Estar a serviço da sociedade é bandeira que o SESCON-RS abraça, não apenas com discurso, mas principalmente com práticas. Prova disso é o Declare Certo – Relaxe com o Imposto de Renda, ação realizada pela segunda vez no Parque Moinhos de Vento em Porto Alegre. Durante o turno da tarde de sábado, diretores do SESCON-RS se colocaram à disposição da população para orientar sobre o preenchimento da Declaração de Imposto de Renda. Além disso, foi oferecido circuito de saúde, com massagens, orientação nutricional e medição de glicose e IMC, totalmente gratuitos.

Quem fez uso do serviço, aprovou. Foi o caso do aposentado, Ademir Tisatto. Ao ouvir o anúncio do Declare Certo na mídia e como estava com dificuldades na elaboração de sua declaração, não hesitou em ir ao Parcão se orientar.  “Tinha dúvidas sobre a questão envolvendo empresas inativas. Agora, com as dicas do pessoal do SESCON-RS posso ir pra casa fazer a minha declaração com tranquilidade”, afirmou. Tisatto também ressaltou o apoio da cartilha impressa pelo sindicato. “Certamente essas informações contidas nela também vão me ajudar”, enfatizou.

Para o SESCON-RS, o Declare Certo reforça a imagem do sindicato, de estar sempre a serviço da Sociedade. “Não temos esse slogan apenas como retórica. Partimos para ações concretas, seja com atividades como o Declare Certo ou posicionamentos na mídia e ações junto a entes governamentais. Queremos uma sociedade desenvolvida”, afirma o Presidente do SESCON-RS. De acordo com Diogo Chamun, o Declare Certo visa também reforçar a importância do empresário e do profissional contábil como consultor do contribuinte na hora de prestar contas com a Receita.

O período de declaração do imposto de renda se encerra no dia 28 de abril. Até o momento, pouco mais de 30% das declarações foram efetuadas, número considerado abaixo do esperado.

DEFASAGEM DA TABELA – Outra bandeira do SESCON-RS é a justa correção da tabela do Imposto de Renda, que já está com mais 80% de defasagem. Estudo do Projeto Gestão Pública Eficaz, do SESCON-RS em parceria com a PUCRS, aponta que o fato do governo tirar de circulação em torno de R$ 38 bilhões (não correção da tabela) impacta diretamente na economia, deixando de crescer 0,20% do PIB só em um ano. Esse desaquecimento também tira 240 mil empregos por ano no país. Para tentar estancar essa sangria, o SESCON-RS iniciou tratativas com a senadora Ana Amélia Lemos, que está com projeto em tramitação no Senado, visando a correção da tabela. O SESCON-RS irá disponibilizar seus estudos para auxiliar a parlamentar.